sexta-feira, 29 de junho de 2012

Os antepassados da web ainda existem, e vivem morrendo ...

 
Terminal burro do MiniTel, conceitualmente muito parecido com os tablets, smartphones e thinkclients atuais ... 

" Nem todo mundo sabe, mas antes da popularização da internet, a França utilizava um sistema de comunicação com algumas características semelhantes, chamado Minitel. Utilizado a partir dos anos 1980 pelos franceses para os mais diversos fins - desde reservar passagens aéreas até acessar conteúdos eróticos - o serviço foi caindo em desuso com o tempo, e será desconectado definitivamente no próximo sábado. (...) "  

Fonte: Terra Tecnologia (ler matéria na íntegra)

A computação é uma ciência fascinante, por ser dinâmica e completamente descontrolada, as coisas ficam obsoletas de forma muito rápida, e muitas tecnologias não ficam tempo suficiente para entrarem na cultura popular e são totalmente esquecidas com o tempo.

Enquanto tem muito maluco por aí que ainda usa LPs ou fitas cassete ou mesmo andando de fusca por exemplo, da geração de pivetes atuais, quase ninguém sabe o que é um disquete, o que DOS, o que é conexão discada, a menos é claro que alguém mostre o que foram estas tecnologias ou você se você conhece a mesma no final de sua era.

Esta ultima é o meu caso, quando tive as minha primeiras experiências com computador, em 1994, em pouquíssimas situações eu cheguei a usar na escola onde estudava uma rede chamada de BBS, usei pouco da mesma, se somar todas as vezes que naveguei na BBS entre 1994/1995 não deve somar umas 2 horas. Aquelas telas de terminal com muitos caracteres (ou ASCII arts) coloridos e aqueles comandos chatos foi o máximo de conectividade que tive nas minhas primeiras experiências com computadores. 

Mas a web já estava aí e depois que a escola onde estudava sofreu um upgrade nas maquinas e na rede, e mais tarde no curso de computação que iria fazer e eu ter finalmente ganhado meu PC, nunca mais ouvi falar de BBS, e é um negócio estranho, pois eu usei o BBS por pouco tempo, sei como ele funcionava, mas não lembro de quase nada do mesmo, pouca coisa ficou na minha memória, e isto é um problema quando alguém pergunta o que tinha na BBS, fico sem saber responder. 

Este minitel que será morto amanhã é algo muito mais antigo que o BBS, e chegou a ter algo semelhante no Brasil, chamado de VideoTexto, vejo muitas pessoas que viveram na década de 1980 falando deste serviço, que eu nunca usei e só sei o que me contaram ou o eu li por aí.

Mas é legal ver estes antepassados da tecnologia atual morrendo, isto trás de volta várias tecnologias antigas que foram totalmente limadas da cultura popular, e pelo menos nós que tentamos nos manter bem informados, acabamos procurando a respeito e descobrindo que muitas destas tendências atuais, como a computação em nuvem na verdade já foram executadas em algum momento.

O Minitel é totalmente em nuvem, não funciona sem assinatura e uma linha de telefone, algo que as gigantes da tecnologia atual como o Google e a Apple tentam implantar em massa, na verdade já foi feito por uma empresa francesa a mais de 30 anos atrás.

Do passado tiramos grandes lições, e podemos concluir que o Minitel, esta geringonça francesa estava conceitualmente muito além de seu tempo, e que a história é cíclica, tudo se repete em algum dado momento. Isto já basta para refletirmos, não é?

0 comentários:

Postar um comentário

Politica de comentários:

O Casper Vox modera todos os comentários enviados, e reserva-se no direito de remover qualquer comentário que:

- Contiver spams;
- Que forem duplicados ou floods;
- Que não for relacionado com o assunto do post ou do blog;
- Com ofensas e palavras de baixo calão;
- Que apenas tiver pedidos ou links

Voce poderá postar seu comentário como Anônimo, mas recomendamos e incentivamos a vc usar usar sua conta do Google ou sua OpenID.

Seu email e seus dados serão mantido em sigilo. Leia nosso Termo de uso e a nossa Politica de privacidade para mais detalhes!

Nota: As opiniões deixadas pelos visitantes não refletem a opinião do Vox.