sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

0 comentários

Bibliotecas digitais, será que funcionam?

As bibliotecas tradicionais já não funcionam muito bem ... (Imagem : UFJF/Marcelo Viridiano)

" Um condado do Texas, nos Estados Unidos, está planejando criar uma biblioteca totalmente digital nos próximos meses. O condado de Bexar, que tem a cidade de San Antonio como sede, anunciou recentemente seus planos de criar uma biblioteca sem livros de papel. Chamado “BiblioTech”, o sistema seria a primeira biblioteca pública nos EUA sem livros físicos. (...) "  


Não sou contra a ideia e nem contra os livros em formato digital, apesar de ainda não ter lido nada em um kindle ou um ipad, vejo que esta tecnologia está evoluindo bem, e que ler nestes dispositivos está cada vez mais confortável, ao contrário do que era antigamente ou mesmo hoje num PC convencional com um pdf aberto ...

Agora, como será uma biblioteca digital? Será um lugar onde você pode pegar emprestado o aparelho com o livro que deseja ler? O aparelho com todo o acervo da biblioteca, ou não poderá pegar ou não terá o aparelho, bastando você ir com o seu próprio kindle o iPad ao local para retirar uma senha que permite você ter o livro no seu aparelho por alguns dias, como se fosse um shareware?

Sabe, em termos gerais acho que bibliotecas digitais não fazem muito sentido, primeiro por que a maioria das obras são antigas e estão em domínio publico e pode ser baixado para seu aparelho de leitura sem nenhum custo, e obras atuais tendem ter um preço muito menor que a versão em papel (isto no EUA, no Brasil é ganancia das editoras, pois livro aqui não paga impostos :P) , então, para a maioria da população, este serviço digital não tem muito o porque, não há necessidade de criar um espaço físico.

Acredito que o único bom motivo para este serviço sair nestes moldes que o Texas e a Argentina estão fazendo, em criar espaços físicos com disponibilidade para bibliotecas digitais, é a inclusão social, será uma porta de entrada para as pessoas que não podem comprar livros, apesar que ao passar do tempo, o numero de pessoas sem a acesso a internet e aos materiais em domínio publico tende a diminuir, poderá ser algo transitório.

A descrição feita que a loja é igual a uma Apple Store já diz tudo, será mais uma sala de estudos ou um cyber cafe (aqui no Brasil, lan house) do que um biblioteca.

E claro, as bibliotecas tradicionais e os livros em papel ainda vão continuar por aí através dos séculos, isto eu não tenho dúvida, vai demorar um bocado para a humanidade substituir de forma definitiva o papel pelos meios digitais, pois ainda há vantagens de ter o livro físico e sempre haverá um resistência para mudar quando esta vantagem acabar.

As bibliotecas tradicionais já não funcionam como deveriam faz muito tempo, pelo menos aqui no Brasil. Se você for a uma biblioteca municipal de sua cidade verá os seguintes problemas: Defasagem no conteúdo, má conservação do acervo e poucas opções de leitura. Sem dizer que devido aos roubos, vandalismo e problemas com copyright, é raro hoje você conseguir tirar o livro da biblioteca, o que dificulta muito se a obra que você quer/precisa ler for grande.

É por isso, que apesar da ideia parecer boa, pode ser um tremendo tiro no pé e um gasto público desnecessário, isso em países sérios será levando em conta, aqui no Brasil é capaz da ideia florescer e no futuro próximo vamos ter inúmeras bibliotecas digitais, verdadeiros elefantes brancos construído com verba super faturadas :\

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

4 comentários

[especial] Firefox 19 beta 1

Firefox 19.0b1
Firefox 19.0b1 rodando no Windows 7 Starter SP1    

Já é uma tradição aqui no Vox e muita gente aguarda ansiosa para saber as novidades, então, aqui está: nós testamos a primeira versão beta do Firefox 19 que será lançado pela Mozilla depois do carnaval. Confira as novidades da próxima versão do Firefox! 

PS: As imagens deste post estão em miniaturas para melhorar a visualização e o carregamento das páginas, para ver eles em tamanho máximo, basta clicar sobre as mesmas!

*Mudanças gerais

No Firefox 19 para desktop não tem muitas novidades, já que a equipe de desenvolvimento está focando na versão mobile (pelo menos no FF19 e 20), mas não significa que não tem novidades que possam ser mencionadas.

Com as tradicionais mudanças internas, foram realizadas mais alterações e ajustes para melhorar a inicialização do aplicativo, varias pequenas melhorias nas ferramentas de desenvolvimento como o console remoto, depuração de addons e links de CSS que aparecem no console da web serão aberto do editor de estio. Outras alterações internas notáveis foi asadições de diretivas e comandos do CSS3 e melhorias no Canvas do navegador.

E por fim, através do about:config você pode alterar o provedor de pesquisa da barra de endereços (se um vírus ou programa de terceiro alterou a pesquisa sem seu consentimento, o firefox restaura o google como pesquisa padrão automaticamente).

Firefox 18 e o PDF: No especial passado eu descrevi o leitor de pdf nativo que estava funcionando normalmente, porém no beta 4 o mesmo voltou a ser desativado e não foi para a versão final do FF 18. Agora ele novamente aparece ativado e está até mesmo descrito oficialmente nas notas de versão. Se nada ocorrer, talvez este recurso saia no FF19. Só entendam que eu faço os especiais do Firefox na suas versões betas iniciais, ou seja, vira e mexe alguns recursos são desativados e não aparecem na versão final, lembrando que versões betas são exatamente para isso, para testar e qualificar recrusos, então, se não estiver na versão final, não é culpa ou má fé minha :P (infelizmente tem gente que não entende)

De novidades visíveis, só tem uma:

*Visualização nativa dos dados de telemetria

 about:telemetry 
Desde a versão 7.0 o Firefox tem um recurso de telemetria, ou seja, um medidor de desempenho que cria relatórios sobre como o programa está se saindo em seu PC e depois envia os dados para a Mozilla.

Este recurso vem desativado por padrão, e continuará assim, porém agora tem uma maneira fácil de você saber o que está contido nestes relatórios de desempenho caso você ative a mesma: Basta digitar about:telemetry na barra de endereços e o Firefox vai exibir o relatório completo dos dados da telemetria. Antes você só conseguia fazer isto se instalasse uma extensão, agora os relatórios e o processo de envio de dados estão muito mais acessíveis e transparentes.

*Desempenho


O desempenho em termos de rapidez e estabilidade vem melhorando sensivelmente com o tempo, a versão 19 esta uma pouco mais suave na inicialização a frio, e consumo de memória numa navegação normal fica constante, porém usando a nossa metodologia de testes, houve um acréscimo considerável de consumo de memória por parte de versão 19.

Em relação a outros testes tem dois diferenciais: Não usei meu PC (que está queimado), estou usando um notebook de baixo custo com o Windows 7 Starter, o que com certeza trás limitações ao gerenciador de memória já que o Start é um versão capada do Windows. Outro motivo é que o software deste PC é diferente, incluindo o antivirus, que é o Norton, que frequentemente deixa o programas mais lentos (não só o FF, quase todos que rodei fica um pouco mais pesado em relação ao avast ou avira por exemplo). 

Por este motivo não sei se este aumento é causado pelas alterações que a Mozilla fez ou se por causa do ambiente de testes. Isto é algo que vou averiguar com cuidado depois e com certeza teremos uma resposta nos próximos especiais.

Vejam os números:

Memória de Trabalho Firefox 19.0b1 Firefox18.0b2
Inicio  42 MB (> 05 MB) 37 MB
Fim 129 MB (> 27 MB) 102 MB

Tanto na Memória de confirmação como na Memória de Trabalho, houve acréscimo grande em relação aos testes anteriores, apenas no inicio do teste, na memória de trabalho é que houve uma oscilação pequena de + 5 MB aos números anteriores. A memória de confirmação foi onde teve o maior aumento, bastante desproporcional em relação aos testes anteriores, principalmente nas medidas de fim, como a memória de confirmação tarabalha com todo conjunto de dlls e recursos que o programa precisa, suspeitamos de alguma limitação no gerenciamento de memória do Windows 7 starter ou algum acréscimo feito pelo Norton antivirus . Vamos torcer para que estas medias sejam apenas discrepâncias do ambiente de teste, pois a versão 19 não teve tantos recursos adicionados para ter causado estes números, se foi ou não vacilo da Mozilla, só confirmaremos nos próximos testes.
Memória de Confirmação Firefox 19.0b1 Firefox18.0b2
Inicio 73 MB (> 28 MB) 45 MB
Fim 182 MB (> 69 MB) 113 MB

Como eu posso repetir os testes?  

Muita gente me pergunta e por isso colocarei esta explicação em cada novo especial do Firefox. 

Nossos testes não tem nenhum segredo. Se quiser repetir o teste em sua casa, faça uma instalação limpa do Firefox beta (incluindo na criação e uso no teste de um novo perfil de usuário), com todas as extensões e temas desativados e sem página inicial.

Inicie o firefox e depois o gerenciador de tarefas de seu Windows. Espere o valor estabilizar e você terá a medida de Inicio. Para fazer a medida de Fim, basta acessar os nossos 3 sites, o Vox, o site do Chaos MenuGames e o fórum. Espere as páginas carregarem e as leia por 5 minutos, quando terminar deixe o FF em repouso (aproximadamente 30 - 90 segs), até o numero do consumo de memória estabilizar.

Eu evito de abrir muitas abas, o teste é feito com apenas 3 abas aberta. A maioria dos testes feitos por aí levam em conta que a maioria dos usuários abrem no máximo 5 abas quando navegam.

*Conclusão


A versão 19 será uma versão bastante morna se a Mozilla resolver vetar mais uma vez o visualizador nativo de PDF, se o mesmo for incluído é possível esperar alguma repercussão na imprensa especializada, senão, vai passar batido como mais uma atualização de segurança e estabilidade.

Neste começo de ano os olhos da Mozilla estão concentrados no mundo mobile, não só de novas funcionalidades para o Firefox dp Android e Maemo, mas por causa do próprio Firefox OS, que será lançado oficialmente ainda neste semestre. Então pelo menos nas próximas três versões, podemos esperar poucas novidades para a versão desktop.

Se você quiser testar o Firefox 19.0b, leia estas instruções e depois clique no botão abaixo (ou aqui) e divirta-se! 

Download Beta
0 comentários

Maquinas: Hoje elas falam palavrões, amanhã nem deus sabe o que elas (ou nós) podem fazer ...

Robôs vs Humanos, quem vence: inteligência natural ou artificial?
Já tem computador por aí que é mais inteligente que a maioria das pessoas ...

" O supercomputador Watson, da IBM, teve os dados do site "Urban Dictionary", que compila termos coloquiais no idioma inglês, apagados após a inteligência artificial da máquina ter ficado "malandra". De acordo com reportagem da "CNN", a máquina começou a usar palavras obtidas no banco de dados do site para se expressar, mas o computador não conseguiu distinguir o que era um termo educado de um palavrão. Desse modo, ao responder uma pergunta do cientista Eric Brown, que trabalha no sistema, ele disse "bullshit", que pode ser traduzido como bobagem em português, mas que, em inglês, é entendido como um palavrão. (...) " 


Fazer um computador falar palavrão é uma coisa fácil, é tão fácil quanto ensinar o google a procurar pornografia, afinal de contas, existe coisa mais fácil na linguagem humana que palavras simples com conotação pejorativa? rss

Esta é uma das três áreas que mais existe avanços na computação (as outras duas são: quântica e gráfica), e se você for pesquisar, já existe coisas assombrosas com I.As (Inteligências Artificiais), algumas já estão por aí, você usa e nem nota como o Google e algoritmos avançados de pesquisa de informação, sistemas automatizados para gerenciamento de transito, sistemas para pilotar barcos e aviões (que está sendo portado para automóveis), programas de computador que são capazes de prever comportamentos climático e até mesmo o comportamento humano até chegar em sistemas estatísticos avançados que fazem censos de países inteiro em meses, que levaria anos ou mesmo séculos para humanos fazer.

Bacana, mas pelo menos por enquanto, estamos longe de uma maquina conseguir atingir o nível dos humanos, já que a nossa inteligência é algo extremamente complexo, pois a mesma não é igual para todo mundo e não é uniforme, não é quantificável e muito menos padronizada, não só os estudos de neurologistas, psicólogos, psiquiatras e psicanalistas, mas o próprio avanço na I.A nos deu uma visão polivalente da nossa própria inteligência. A mesma é maleável, e cada pessoa a aperfeiçoa de acordo com os seus gostos e principalmente, de acordo com o seu talento.

Se você é talentoso e gosta de coisas exatas, como matemática, tecnologia ou física, sua inteligência acaba se desenvolvendo e moldando para a Lógica, se você é musico ou pintor a mesma torna-se mais poética, mais filosófica, e assim sucessivamente. 

As I.As atuais são desenvolvidas para tarefas lógicas, ainda falta muito para um computador conseguir fazer muitas coisas que a nossa inteligência faz, desde das artes até mesmo em distinguir o bem do mal ou o certo do errado.

E claro, a consciência é algo que ainda é impraticável na computação moderna, já que ainda não entendemos praticamente nada do nosso próprio ser consciente.

Agora, eu volto para a frase do começo do post, que já tem computador mais inteligente que muita gente, isto é verdade, infelizmente. 

Assim como o Watson não consegue distinguir o certo do errado, uma grande parcela das pessoas do mundo também não conseguem, é só vocês acompanhar as noticias e ver quantas barbaridades estão acontecendo por ai. Podemos dizer que em certo sentido, já conseguimos emular bem alguns aspectos da I.A, incluindo uma das nossa principais limitações. E levando em conta que um computador pode evoluir em um curto espaço enquanto a humanidade e as pessoas em si não, por pura dedução lógica, podemos dizer que em certos aspectos, já existe maquinas mais inteligentes que pessoas.

O Watson vai ser consertado e boa parte de nós humanos continuaremos sem saber o que é o bem ou o que é o mal, e as vezes me pergunto se a I.A. não é o próximo passo da seleção natural da nossa própria espécie!

A única conclusão que chego é: este não é um assunto sobre tecnologia e sim sobre evolução e filosofia, já que o avanço técnico é apenas um obstáculo, e não o cerne desta questão.

Então, tudo que você pode imaginar sobre este assunto vai realmente acontecer, o tempo é irrelevante,  a única questão que precisamos responder é: como as coisas realmente chegaram tão longe ...

PS: Daqui a pouco, o especial sobre o Firefox 19, aguarde :D