segunda-feira, 19 de julho de 2010

A Vivo viverá?


É ... sei não, 2011 promete ser um ano agitado na telecom brasileira ...

" A espanhola Telefónica contratou o escritório holandês de advocacia De Brauw Blackstone Westbroek como assessores legais em uma eventual dissolução de sua joint venture Brasilcel, afirmou uma fonte próxima à situação. "

Fonte: Terra Tecnologia (ler matéria na íntegra)

Conheço várias pessoas que trabalham nas telecoms, e o que consegui obter com conversas esporádicas é que o clima, parece não ser amigável nesse momento.

A Telemar (Oi) está com um buraco enorme, senão conseguir empréstimos do governo e se reestruturar-se, tem tudo para falir, levando mais de 80% do território Brasileiro a um novo caladão.
Cenário terrível.

Os espanhóis da Telefônica já não aguentam mais seus sócios portugueses, querem se livrar deles, pois sabe que Portugal é o próximo a quebrar na Europa e querem dominar de vez a telecom brasileira, num novo monopólio, ao invés de estatal como era com a Telebrás, monopólio completamente castelhano.


Agora com as Eleições, duvido muito que algo muito mirabolante ou chocante saia desse pudim, é no próximo ano que essa briga entre as empresas que mandam na telecom é que vão ser mais radicalizadas.


Acho pelo menos uma delas sucumbe e será engolida, seja a Vivo e/ou Tim pela Telefônica, ou a Oi pela Telmex do mexicano Slim, deixando no minimo, o mercado mais concentrado.


E nós, os consumidores? ... que dane-se, como sempre é claro :P

0 comentários:

Postar um comentário

Politica de comentários:

O Casper Vox modera todos os comentários enviados, e reserva-se no direito de remover qualquer comentário que:

- Contiver spams;
- Que forem duplicados ou floods;
- Que não for relacionado com o assunto do post ou do blog;
- Com ofensas e palavras de baixo calão;
- Que apenas tiver pedidos ou links

Voce poderá postar seu comentário como Anônimo, mas recomendamos e incentivamos a vc usar usar sua conta do Google ou sua OpenID.

Seu email e seus dados serão mantido em sigilo. Leia nosso Termo de uso e a nossa Politica de privacidade para mais detalhes!

Nota: As opiniões deixadas pelos visitantes não refletem a opinião do Vox.