sexta-feira, 27 de março de 2009

[crônica] Estudar hoje, com a internet, está mais fácil?


Notebook planejado para escolas publicas brasileiras ... custo médio 250 dólares por unidade ...


Colégios de ponta oferecem MacBooks a seus alunos, custo médio 1440 dólares por unidade :P

As duas imagens acima tem apenas a intenção de comparar como a educação via informática vai ser diversa em nosso pais no futuro próximo. Não que o governo precise comprar Macs para as crianças de escola pública, mas deveria gastar um pouquinho mais em um maquina "melhorzinha". Um Eee Pc estaria bom. E os colégios de ponta, na minha opinião, não devia "mimar" tanto os pais e alunos com maquinas tão caras. Essas foto é apenas uma reflexão a crônica não levanta a qualidade das maquinas.

Essa cronica abaixo foi escrita no ano passado depois de algumas cenas que tinha presenciado e somando a algumas lembranças nostalgicas da infancia.É um crônica relativamente antiga que eu tinha publicado no meu antigo fórum, mas ela não está tão desatualizada assim. Leia e reflita, se seus filhos realmente vão se beneficiar com todas essa tecnologia? XD

Lendo matérias como esta na folha (clique aqui) é possível achar que," nossa, isso só acontece em escola de rico " ... bom, não deixa de ser verdade, mas aos poucos, bem lentamente está chegando a nós mortais ...

... visitando o colégio onde meu irmão estuda (é um colégio particular, mas não é colégio de rico) já é possível ver crianças de sexta, sétima ou oitava série, como notebooks, claro, não são todas, é uma minoria,e também não é que nem na suécia, não são "Sony Vaio" e nem "MacBook", mas são aqueles "Positivo" e "Amazon" da vida, mas no recreio, presenciei algumas dessas "maquininhas" circulando, algo que na nossa época era improvável ver computadores portateis na mão de crianças, nem mesmo na escola mais cara e mais chique do Brasil ...

A escola está equipada com WiFi ... é possível ver o access point da d-link amarrado no teto com cabão azul em cima, deve ter sido algo improvisado, já que a rede não estava segura (se alguem tem um notebook e mora perto da escola, não precisa pagar pra acessar banda larga, sacou) mas enfim, continuando com o relato, eu, que não sou nenhum pouco xereta :D, cheguei perto de um grupo, eles estavam rindo, eu pensei que eles estavam vendo sacanagem ou então jogando no notebook, mas ai veio a surpresa, eles estavam na Wikipédia lendo o artigo preferido da gurizada, o artigo sobre sexo, e como vocês podem ver (clique aqui), não é nada do outro mundo ...

Em outro notebook, tinha um escrevendo uma redação, outros terminando trabalho de escola, e por fim, só tinha um outro vendo charges.com.br ... em um recreio onde tem 250 crianças de 4ª a 8ª série, e encontrar dez notebooks e um smartphone em uma escola particular de classe média baixa, é realmente intrigante ...

Aqui em São Paulo, já é comum ver roteadores D-Link espalhado por todo canto, aqui na periferia também, hotspot estão se multiplicando aos montes ... e até escolas publicas estão aderindo ... mas claro, são apenas as escolas publicas modelos ...

Nesta semana voltei ao meu antigo colégio onde estudei da 1ª a 7ª série, é uma escola publica municipal, mas sempre foi considerada modelo ... até hoje não sei como consegui vaga lá, tinha até exame de admissão na época, e como vocês percebem até hoje, meu português não é dos melhores , mas voltei lá como profissional de informática pra atender um chamado, de instalar um D-link na biblioteca da mesma ... sabe, eu quase chorei ao andar de novo por lá, me faz lembrar os velhos tempos ... mas a questão é que, agora, as quase 6 mil crianças agora podem de forma controlada, usar a biblioteca da escola para pesquisar em seus próprios notebooks ... veja bem, isto em uma escola publica ...

Os grandes centros educacionais públicos municipais que aqui são chamados de "CEU" também já tem WiFi,em todos os campus de faculdades publicas, como usp, unesp, unifiesp e fatec também já tem ... nas "faculs" particulares também ... e tudo isso de graça, é só você ter um notebook !

Agora, será que hoje em dia está mais fácil estudar? Será ...

Eu com 23 anos de idade, não tive a oportunidade de estudar via web no ensino fundamental ou no ensino médio (e principalmente no ensino médio, que a escola era tão ruim, que foi literalmente consumida por cupins e ratos :P) , claro, naquela época, já tinha meu velho (enfatizo a palavra velho) computador "SCHILLO", um Pentium 166 Mhz com 16 MB de RAM e internet discada no fim de semana, mas a web no final da década de 1990 e inicio dos anos 2000, não tinha enciclopédias online como a Wikipédia em nem sistemas de busca eficientes como o google e os poucos sites educacionais (lembram-se dos domínios .edu ?) eram em inglês e muitos eram pagos ... naquela época, internet era meio de comunicação e não meio de entretenimento e de vida como é hoje.

O computador me ajudou muito, na digitação e acabamento de trabalhos, e quando o lentium dava pau (o que era comum) usava a minha velha maquina de escrever da olivete, mas as Fonte dos Trabalhos eram as enciclopédias de papel, como a Barsa, a Mirador, a Pradec e toda aquela coleção da National Geographic da Folha de São Paulo ... hoje, estas palavras são desconhecidas das crianças!

Meu irmão precisava de um mapa do Brasil, e como não tem tinta na impressora, ele e principalmente seus colegas "high tec" ficaram desesperado, já que não podiam acessar o google maps, então falei pare eles desenharem o mapa, eles riram, então eu falei para eles comprarem papel vegetal e pegarem meu Atlas e desenharem o tal mapa, eles olharam pra mim e disserão:

- Hã?????

Eu pensando que eles não sabiam o que era papel vegetal, disse que era um papel um pouco transparente que se você colocasse em cima do Atlas podiam desenhar o mapa, ai veio o golpe:

- Nós sabemos o que papel vegetal, não sabemos o que é um Atlas?

Parece mentira, mas é impressionante ... depois que peguei o atlas, eles entenderam o que era ... e claro, não gostaram da idéia, juntaram dinheiro e foram para um lan house, e eu, fiquei com o Atlas na mão :P

Mas meu espanto não foi saber que eles não sabiam o que era um atlas, afinal, Atlas e guia de ruas é coisa já ultrapassada, eu mesmo uso o google maps para localizar uma rua, e com o gps da prefeitura, fica mais fácil.

O que acontece é que, as crianças em 99% das vezes, dão um Ctrl+C e Ctrl+V, os mais cuidadosos corrigem o texto, tiram os links e ajustam o texto, mas o problema é, eles não lêem o que estão fazendo? Provavelmente, meu mano e seus colegas, imprimiram o mapa, e nem se deu ao luxo de tentar entende-lo ... isso que é o mais lamentável.

E não é só crianças, muitos de vocês aqui também são universitários, e já viram um colega ou você mesmo, fazendo uns ctrl+c e ctrl+v ... não os condeno, pois entendo a situação, mas, as vezes pergunto, não estamos nos enganando?

O grande problema da educação hoje não é colocar a pessoa na escola/universidade, é corrigir a vista grossa, pois hoje é assim: Eu fingo que aprendi e o professor finge que ensinou ...

Será que quem pensa assim, acha que terá um futuro brilhante? Acho que sim, pois hoje é mais importante TER um futuro brilhante do que SER uma pessoa brilhante

E pra você: é mais importante TER educação ou SER educado? Será mesmo que a tecnologia está te ajudando a aprender ou está quebrando seu galho ... pensem nisso, estudantes

E por fim, o que a internet e a tecnologia estão ajudando? em nada, estão apenas alimentando a preguiça, eu que sou meio nerd, até hoje tento escrever com minhas próprias palavras meus trabalhos, mesmo que tenha erros de digitação, mas os trabalhos em grupo, não adianta muito, quase todos meus colegas copiam na cara dura ... é possível compreender, todos são casados com filhos e trabalham a semana inteira ... como iam ter tempo?

Bom, eu acredito que educação é sinônimo de dedicação, também não tenho tempo sobrando, mas se quiser, pode arrumar este tempo. Também acredito que educar não é decorar e sim entendimento. Se você decorá você irá esquecer, se você entender a lógica, nunca mais esquece, é como aprender andar de bicicleta, falar, ler, escrever,nadar, namorar e etc ... você aprende o conceito e a lógica, quando você entender, você não precisa mais da teoria, sacou?

Para concluir, dê um notebook para um homem com WiFi, ou dê uma enciclopédia de papel e pede para ele pesquisar e copiar , e você estará ajudando ele apenas uma vez, porém, se ensinar este homem a pesquisar e a entender o que está pesquisando, independentemente se é papel ou bit, você estará ajudando ele para sempre ... ué, parece história de pescador, não é?

Casper
04/02/2008

Clique aqui e veja a Versão original dessa crônica!

0 comentários:

Postar um comentário

Politica de comentários:

O Casper Vox modera todos os comentários enviados, e reserva-se no direito de remover qualquer comentário que:

- Contiver spams;
- Que forem duplicados ou floods;
- Que não for relacionado com o assunto do post ou do blog;
- Com ofensas e palavras de baixo calão;
- Que apenas tiver pedidos ou links

Voce poderá postar seu comentário como Anônimo, mas recomendamos e incentivamos a vc usar usar sua conta do Google ou sua OpenID.

Seu email e seus dados serão mantido em sigilo. Leia nosso Termo de uso e a nossa Politica de privacidade para mais detalhes!

Nota: As opiniões deixadas pelos visitantes não refletem a opinião do Vox.