sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Censura na internet é um tiro contra o próprio pé ...

Google na prisão por causa de políticos
 
Mandar executivos do Google para a cadeia só expõe os interessados ao ridículo ... 

" São Paulo - O Google Brasil vai bloquear em seu serviço YouTube um polêmico vídeo contra um candidato nas eleições municipais, após ter perdido na Justiça um caso para mantê-lo no site de vídeos, informou nesta quinta-feira o diretor-geral da empresa no país, Fábio Coelho. 

"Soubemos que nosso último recurso contra a ordem não foi conhecido, de forma que, agora, não temos outra escolha senão bloquear o vídeo no Brasil", escreveu Coelho no blog oficial do Google no país. (...) "

Fonte: Info (ler matéria na íntegra)

Simplesmente dizer que nosso país e principalmente nossos políticos são atrasados, ignorantes e safados não ajuda em nada, isto até as pedras já sabem.

É obvio que o tiro saiu pela culatra, este candidato que foi "difamado" por um video que tinha pouquíssimas visitas antes do ocorrido processo, agora todo mundo, literalmente, todo o planeta sabe que tem um politico brasileiro que censurou o google por causa de um vídeo que o acusava de abortista. Estratégia inteligente esta, não é? #not

Este é um fenômeno interessante: os políticos vão e estão lidando com a internet como se ela fosse algo centralizada, como os jornais, revistas, tv, rádio e todas a outras mídias, onde a censura se bem executada, tem o efeito desejado. Mas na internet, onde as coisas são livres e principalmente, quem cria e consome o conteúdo são as próprias pessoas, este tipo de coisa nunca vai funcionar.

A internet ainda esta longe de ser usada de forma correta pelos políticos, mas esta história de calunia, difamação e etc que muitos políticos gostam de usar contra seus adversários, esta com os dias contados.

Este submundo da politica sempre existiu, de todos os lados, da direita, da esquerda, do centro, de cima e de baixo, mas a web e suas infinitas plataformas finalmente está trazendo a luz este mundo mais sombrio. Seja que denuncias e calunias sejam inventadas ou espalhadas para prejudicar o candidato, seja por que alguém realmente de boa fé quer denunciar algum mal feito, não importa, não tem como saber a origem, nos "tempos modernos" como diria nossos tios mais velhos, imagem não é tudo, e quanto maior o cargo que o sujeito pleita, mais exposto a este tipo de campanha ele ficará.

E como tudo na vida você só aprende de duas maneiras, no amor ou na dor, parece que nossos políticos irá aprender esta lição de forma bastante dolorosa. Mas não são apenas eles que vão sofrer, a justiça, principalmente os juízes eleitorais também vão passar por maus bocados. 

Ninguém é imune a criticas, a difamações, calunias e até denuncias, sempre foi assim, porém a internet está aos poucos restaurando esta realidade, cabe á todos nós agora parar e pensar como vamos lidar e como vamos aprender com estas situações, e os políticos e juízes já deveriam ter feito isto há muito tempo para não terem que passar por esta situação ridícula! 

PS: Depois de muito adiamento, pretendo dar uma resumida no especial do Windows 8, pois acho que se eu dividir em duas partes não vou conseguir publicá-lo. E por uma questão de estratégia, só vou publicá-lo em meados de outubro, perto do lançamento oficial do mesmo. Então, aguardem ...

1 comentários:

Dav disse...

Prenderam o cara bem no aniversario do Google de 14 anos )-:

Postar um comentário

Politica de comentários:

O Casper Vox modera todos os comentários enviados, e reserva-se no direito de remover qualquer comentário que:

- Contiver spams;
- Que forem duplicados ou floods;
- Que não for relacionado com o assunto do post ou do blog;
- Com ofensas e palavras de baixo calão;
- Que apenas tiver pedidos ou links

Voce poderá postar seu comentário como Anônimo, mas recomendamos e incentivamos a vc usar usar sua conta do Google ou sua OpenID.

Seu email e seus dados serão mantido em sigilo. Leia nosso Termo de uso e a nossa Politica de privacidade para mais detalhes!

Nota: As opiniões deixadas pelos visitantes não refletem a opinião do Vox.